Actualidade

Em 1994, reuniram-se esforços por parte dos Serviços Oficiais da Agricultura, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Câmara Municipal de Vinhais e alguns criadores da raça, que conduziram à criação da Associação Nacional de Criadores de Suínos de Raça Bísara (ANCSUB). Com o objectivo de estimular o melhoramento genético, fomentar a conservação da raça e assegurar a pureza étnica dos animais inscritos, foi criado nesse ano o Registo Zootécnico da Raça Bísara e aprovado o seu Regulamento, assim como um Plano de Melhoramento da Raça. A gestão do Registo e do Plano de Melhoramento é, desde o início, da responsabilidade da ANCSUB e do seu Secretário Técnico.

Actualmente o efectivo reprodutor da raça bísara encontra-se disperso por várias regiões do norte do país, com o maior número de explorações em Trás-os-Montes a as restantes situadas principalmente nas regiões do Minho e Beira-Litoral.

Ainda considerada uma raça ameaçada de extinção, a raça bísara conta actualmente com um efectivo reprodutor de cerca de 2000 fêmeas distribuídas por cerca de 100 explorações.